Classificação dos fonemas

Fonemas

Fonemas

Fonemas são os sons que produzimos para que possamos expressar nossas ideias e emoções e são considerados como sendo as menores unidades sonoras que formam as palavras de uma língua.

A Fonologia é parte da Gramática destinada ao estudo sobre a organização e a classificação dos Fonemas. Grande parte dos falantes de uma língua produz sons que se articulam e formam as palavras, as quais são essenciais para a comunicação verbal humana e são divididas em unidades menores: as letras e as sílabas. Dessa forma, podemos dizer que as letras são a representação gráfica do Fonema.

Vejamos os exemplos das palavras abaixo:

a) Caderno

Letras: c, a, d, e, r, n, o.
Fonemas: / c /, / a /, / d /, / e /, / r /, / n /, / o /.

Na palavra ‘caderno’, o número de letras (7) representa o número de fonemas (7).

b) Holofote

Letras: h, o, l, o, f, o, t, e.
Fonemas: / o /, / l /, / o /, / f /, / o /, / t /, / e /.

Na palavra ‘holofote’, o número de letras (8) não corresponde ao número de fonemas (7), já que a letra ‘h’ não representa nenhum som/fonema.

c) Nexo

Letras: n, e, x, o.
Fonemas: / n /, / e /, / k /, / s /, / o /.

Na palavra ‘nexo’, o número de letras (4) não corresponde ao número de fonemas (5). Isso acontece porque, nessa palavra, a letra ‘x’ carrega consigo dois sons distintos: ‘ks’.

Agora, vamos compreender como são classificados os fonemas?

Classificação dos fonemas

Para falar sobre a classificação dos Fonemas, é importante conhecermos anteriormente os diferentes tipos de sons/fonemas que são produzidos pela corrente de ar que passa dos pulmões para nossa boca e/ou nariz e que faz vibrar ou não as nossas pregas vocais:

1. Fonemas Orais: Quando a corrente de ar é liberada apenas pela boca.

2. Fonemas Nasais: Quando a corrente de ar é liberada parcialmente pela boca e pelas narinas.

3. Fonemas Sonoros: São aqueles que promovem a vibração das pregas vocais.

4. Fonemas Surdos: São aqueles que não promovem a vibração das pregas vocais.

Agora que você já sabe que as correntes de ar que passam pelas pregas vocais influenciam no surgimento de diferentes tipos de sons, vejamos, mais detalhadamente, a classificação dos fonemas.

Vogais

VOGAIS

Na Língua Portuguesa, temos cinco vogais, as quais são consideradas a base das sílabas que compõem as palavras. São elas: A, E, I, O, U.

As vogais são classificadas de acordo com a sua intensidade, timbre e articulação. Vejamos cada uma delas:

1. Intensidade: Tônicas, semitônicas e átonas.

2. Timbre: Abertas ou fechadas.

3. Articulação:

a) Pelo modo de pronúncia: oral (passagem pela boca) ou nasal (passagem pela boca e pelo nariz);

b) Pelo ponto (posicionamento da língua na boca ao pronunciar a vogal): posterior, central ouanterior.

SEMIVOGAIS

As semivogais são os fonemas / i / e / u / quando aparecem com outras vogais em uma mesma sílaba. Na Língua Portuguesa, a semivogal / i / pode ser representada pelas letras ‘i‘ e ‘e‘, e a Semivogal ‘u‘ pode ser representada pelas letras ‘u‘ e ‘o‘ Em alguns estados brasileiros, a letra ‘l‘ pode ter o som da semivogal ‘u‘, como na palavra ‘milharal’, que pode ser pronunciada como [milharaw].

Consoantes

CONSOANTES

Na Língua Portuguesa, temos 19 consoantes: B, C, D, F, G, J, K, L, M, N, P, Q, R, S, T, V, W, X, Z. Lembre-se de que a letra ‘H’ não é considerada consoante porque não possui som ou ruído e, dessa forma, é considerada como sendo uma letra diacrítica.

Fonte: Mundo Educação

Categoria
Compartilhar
Conheça nossos cursos

Conheça
nossos
cursos

Técnico em Mecatrônica

Saiba mais

Técnico em Mecânica

Saiba mais

Técnico em Informática

Saiba mais

Técnico em Informática para Internet

Saiba mais